Saia da Rotina! Cultive o Amor Próprio

Por Francisco

Tempo de leitura: 2 minutos

O amor próprio é fundamental para o bem-estar de uma pessoa, inclusive, ele é a base para a autoconfiança. Quando você se sente bem consigo mesmo, é capaz de viver de uma forma muito melhor, tanto internamente como com os outros. Vem entender o porquê é importante cultivar esse estado de espírito! 

Por que cultivar o amor próprio?

Antes de entender, de fato, o que é amor próprio, eu confundia com ações egoístas ou narcisistas. Acreditava que era um estado de apreciação pessoal com o mesmo significado que o narcisismo — adoração pela própria imagem. 

Depois de estudar e me aprofundar na prática do autoconhecimento, percebi que uma coisa não tinha nada a ver com a outra. O amor próprio é um estado espiritual, que cresce internamente, quando cuidamos da nossa própria saúde física e psicológica. 

Por meio de atitudes que nos fortalecem e nos fazem amadurecer, conseguimos melhorar as relações interpessoais e lidar com os problemas do dia a dia. Além disso, passamos a olhar com cuidado para as nossas vontades e respeitando-as. 

Confira quatro passos para cultivar o amor por você mesmo e, consequentemente, estimular o bom relacionamento com os outros e com o mundo:

1. Saiba dizer não

Dizer não é fundamental para viver melhorar. De que adianta aceitar fazer coisas das quais não está afim somente para agradar terceiros? A sua felicidade deve vir em primeiro lugar e isso não tem nada a ver com egoísmo. 

Estabeleça seus limites e veja como é possível ter uma saúde física e mental muito melhor simplesmente com o fato de se respeitar. 

2. Afaste-se de convivências tóxicas

Muitas vezes, convivemos com pessoas tóxicas e nem sabemos disso. Infelizmente, elas podem estar mais perto do que você imagina. 

Sabe aquele alguém que só sabe reclamar, falar mal dos outros e diminuir a sua felicidade? Se tem uma relação assim, afaste-se imediatamente! 

As pessoas tóxicas agem como sugadores de energia e dificultam o seu bem-estar emocional. Tente se proteger de convivências assim para encontrar o seu amor próprio. 

3. Faça atividades prazerosas

O que você gosta de fazer, ou, melhor, o que te deixar verdadeiramente bem? Aposte nas atividades que estimulam os seus hormônios da felicidade, e elas podem ser qualquer coisa, como conversar com os amigos, praticar esportes, ouvir músicas relaxantes ou até mesmo meditar. Valorize o que te faz bem! 

4. Perdoe seus erros

Nada de ficar se maltratando porque errou. Todo mundo comete erros e está tudo bem! O importante é aprender com eles e seguir em frente. Cultivar o amor intrapessoal é aceitar a sua humanidade e se perdoar. 
Continue acompanhando o blog do Zen para mais assuntos assim e, lembre-se, cuide de você em primeiro lugar para depois cuidar do outro!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POR UMA VIDA MAIS ZEN
Dicas, inspirações
e novidades!
Experimente o zen por 7 dias
grátis!
Quero testar!