Por que as mulheres têm mais insônia que os homens? Descubra!

Por Zen App

Tempo de leitura: 3 minutos

Você se deita para dormir, mas parece que, nesse exato momento, o sono acabou de pular pela janela. Mil pensamentos começam a povoar a mente, você se lembra de todos os problemas que precisa resolver ainda nesta encarnação, e as horas passam sem que você consiga pregar os olhos. 

Pesquisas recentes comprovam que as mulheres têm mais insônia do que os homens. Em parte, por causa das variações hormonais, mas a questão também está relacionada a outros fatores.

Se você quer descobrir mais sobre essa relação difícil da mulher com o sono e o que é possível fazer para melhorar isso, acompanhe este post! Boa leitura!

Por que as mulheres têm mais insônia?

Diversas pesquisas já apontaram algumas causas para essa disparidade na quantidade de mulheres e homens insones. Veja o que diz a ciência:

Variações hormonais

Os níveis hormonais de uma mulher sofrem inúmeras alterações durante a vida. Segundo um artigo publicado na biblioteca do National Center for Biotechnological Information (NCBI), dos EUA, mulheres que têm TPMs mais severas reportam maiores dificuldades para dormir. Na gravidez, também os diferentes níveis de hormônios tornam a insônia mais frequente.

Outra pesquisa, publicada no periódico Science Daily, revela que as irregularidades do ciclo menstrual em mulheres na menopausa também estão relacionadas à dificuldade para dormir. Isso se deve à menor produção de progesterona nessa fase da vida.

Diferenças no relógio biológico

Um estudo conduzido na Universidade McGill, no Canadá, descobriu que o relógio biológico também tem diferenças entre homens e mulheres — e, no caso delas, essas diferenças contribuem para a insônia.

O relógio biológico feminino está sempre ajustado para um fuso horário mais a leste. Isso explica por que elas tendem a dormir mais cedo e acordar bem mais cedo pela manhã — algumas vezes, ainda de madrugada.

Maior tendência a distúrbios psiquiátricos

Mulheres têm maior tendência a distúrbios psiquiátricos, como depressão e ansiedade. Essas doenças têm uma relação íntima com a dificuldade para dormir, o que torna esse mais um fator que dá às mulheres a ingrata liderança quando se trata de insônia.

Como melhorar essa relação?

Se, por um lado, não dá para mudar a fisiologia, por outro, é possível tomar certos cuidados e adotar hábitos mais saudáveis, que ajudarão na conquista de uma boa noite de sono. Veja algumas dicas para isso:

Cuide da alimentação

Uma alimentação equilibrada, rica em fibras, vitaminas e minerais, é fundamental para a boa qualidade do sono. Além disso, é importante ficar atenta à ingestão de cafeína. Algumas bebidas, como café, alguns tipos de chás (como o preto, o mate e o verde) e refrigerantes, são ricas nesse estimulante natural. Se tomadas próximo ao horário de ir para a cama, certamente atrapalharão o sono. 

Passe os exercícios para mais cedo

Exercícios físicos são aliados do sono. Mas deve-se prestar atenção ao horário em que eles são praticados. Os neurotransmissores liberados durante e após a prática dessas atividades — principalmente, serotonina, noradrenalina e endorfina — são estimulantes, tornando mais difícil o adormecimento. Por isso, prefira fazer seus exercícios na parte da manhã.

Tenha um ritual de relaxamento

Depois de um dia inteiro agitado, é natural que a mente tenha dificuldade para se aquietar e permitir que você desfrute de um sono reparador. Para facilitar esse processo, crie um ritual de relaxamento da mente antes de ir para a cama, sinalizando ao seu corpo e ao seu cérebro que a hora de descansar está chegando. Tome um banho morno, prepare um chá (sem cafeína!), leia algumas páginas de um livro, tenha atenção plena no momento presente e esqueça-se das obrigações.

Medite

A mente precisa ser educada para parar de gerar o fluxo ininterrupto de pensamentos tão comum em pessoas que vivem nas sociedades ocidentais. Uma das melhores formas de promover essa educação é a meditação. Reservar alguns minutos por dia para fazer a sua higiene mental é uma forma de treinar a si mesma para ceder ao descanso e abraçar o sono de qualidade.

As mulheres têm mais insônia que os homens do ponto de vista estatístico. Mas isso não significa que você não possa melhorar a qualidade do seu sono. Agora, que tal ouvir uma meditação guiada pensada especialmente para ajudá-la a dormir melhor?

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POR UMA VIDA MAIS ZEN
Dicas, inspirações
e novidades!
Experimente o zen por 7 dias
grátis!
Quero testar!