O que são os chakras e quais são eles?

Por Zen App

Tempo de leitura: 4 minutos

Se você deseja compreender seu organismo em um nível que vai além do âmbito físico, o conhecimento aprofundado dos chakras pode ajudar. Trata-se de um conceito bastante usado no reiki, na radiestesia e nas terapias integrativas, e que permite adquirir entendimentos que vão desde a manutenção da saúde até a influência de energias vitais do universo em cada pessoa, individualmente.

Para explicar melhor o que são chakras, preparamos este texto com a ajuda da terapeuta Amanda Schultz, que é youtuber e produtora do aplicativo do Zen. Quer se aprofundar no assunto? Continue a leitura!

O que são chakras?

A palavra chakra vem do sânscrito (a língua do yoga), e pode ser usada para denotar roda, centro ou disco. Na prática, tratam-se de vórtices de energia distribuídos pela cabeça e pelo tronco humanos.

De acordo com Amanda, esses pontos são “centros de energia no corpo, cada um com características e funções específicas. É por meio deles que efetuamos as trocas energéticas com o mundo exterior, com outras pessoas, com os ambientes, com as plantas” e assim por diante.

Embora não seja possível enxergá-los, eles estão em constante movimento e cada um deles manifesta uma cor diferente. Eles também atuam como centros de comando das principais funções do organismo e, do ponto de vista espiritual, permitem desenvolver dons e virtudes.

Quais são os chakras?

Apesar de existirem diversos pontos de energia no corpo, eles podem ser divididos em sete centros principais. Veja, a seguir, quais são eles!

Chakra básico (Múládhára)

Está localizado na base da coluna vertebral, um pouco acima dos órgãos genitais. Relaciona-se diretamente com as glândulas suprarrenais (responsáveis pela liberação da adrenalina na corrente sanguínea) e, por isso, é associado à vitalidade e a vontade de viver.

Órgãos que rege: espinha, aparelhos reprodutores, membros inferiores e rins.

Cor: vermelho.

Chakra sacro (Swádhisthána)

Encontra-se 3 ou 4cm abaixo do umbigo. Em seu aspecto emocional, está relacionado à energia sexual, à autoestima e à criatividade. Também estimula a mediunidade e o amor pela natureza.

Órgãos que rege: baço e sistema reprodutivo. É, ainda, estimulante da circulação sanguínea, do metabolismo do cálcio, da tireoide e dos hormônios.

Cor: laranja.

Chakra do plexo solar (Manipura)

Fica logo acima do umbigo, onde está o centro do poder pessoal, do ego, da energia emocional e da força de vontade. Quando bem equilibrado, esse chakra fornece determinação, motivação e autoconfiança.

Órgãos que rege: fígado, sistema nervoso, vesícula biliar e sistema digestivo.

Cor: amarelo.

Chakra cardíaco (Anáhata)

Localizado no centro do peito, esse chakra representa o amor incondicional, a expressão dos sentimentos e a tolerância. Além disso, é um ponto essencial para a energização do sistema cardiorrespiratório. Pessoas emocionalmente instáveis, que sentem um vazio interior ou sofrem de depressão, geralmente apresentam bloqueios nesse chakra.

Órgãos que rege: coração, timo, pulmões e sistema circulatório.

Cor: verde.

Chakra laríngeo (Vishuddha)

Você já ouviu falar de pessoas que literalmente emudecem em momentos de pressão intensa? Isso acontece porque um simples susto pode fechar o chakra laríngeo e levar à perda temporária da voz. O chakra da garganta é responsável pela expressão, pela verbalização e pela comunicação. Também favorece o metabolismo de todo o corpo.

Órgãos que rege: pulmões, cordas vocais, tireoide, garganta, boca, nariz e ouvidos.

Cor: azul celeste.

Chakra frontal (Ájña)

Também chamado de chakra do terceiro olho, esse centro de energia está localizado entre os olhos, no meio da testa. Está ligado à hipófise e, por isso, responde pela capacidade de aprendizagem, pela memória, pela concentração, pela imaginação e até mesmo pela intuição.

Órgãos que rege: olhos, ouvidos, nariz, sistema nervoso e glândula pituitária.

Cor: azul índigo.

Chakra coronário (Sahásrara)

O chakra coronário (ou chakra da coroa) tem esse nome por estar localizado no alto da cabeça e representar uma conexão com forças superiores. É responsável por proporcionar sabedoria e inspiração. Portanto, bloquear as energias desse centro energético pode ocasionar fobias, ansiedade, desânimo e desconexão espiritual.

Órgãos que rege: glândula pineal e parte superior do cérebro.

Cor: violeta.

Quando um chakra recebe energia em excesso (ou quando há a falta dela), todas as funções físicas, psíquicas e energéticas que estão sob seu domínio se desequilibram. Isso ocasiona doenças, perturbações emocionais, prejuízo aos relacionamentos e outras dificuldades.

Um desequilíbrio no chakra base, por exemplo, pode provocar desânimo, medo de viver e impotência sexual. Ciúmes exagerados ou baixa autoestima indicam obstruções no chakra sacro. Enjoos estomacais sem motivo aparente podem ser uma mensagem do plexo solar para alertar sobre energias pesadas no ambiente. E por aí vai.

Como equilibrar os chakras?

Equilibrar os chakras é balancear as energias do corpo. Quando eles estão em harmonia, “nossa saúde se mantém perfeita, nosso estado emocional é equilibrado e tranquilo, nossa mente é serena e nossas trocas energéticas, ou seja, nossa relação com as pessoas e com o mundo, fluem em harmonia”, explica Amanda. É por isso que pessoas verdadeiramente felizes raramente adoecem.

Segundo a terapeuta, existem inúmeras técnicas que auxiliam na harmonização e no alinhamento dos chakras. Confira quais são as principais delas a seguir!

Atividades físicas

Como a energia, o corpo e a mente estão interligados, as atividades que contribuem para a vida saudável (como pilates, yoga, dança, ginástica, natação, corrida e outras) também favorecem a harmonia dos chakras. Isso acontece principalmente quando a prática regular de exercícios físicos está aliada a uma boa alimentação.

Terapias holísticas

Algumas práticas terapêuticas, como o reiki, a cromoterapia, a aromaterapia, o uso de cristais e outras, usam técnicas que promovem o alinhamento dos chakras por meio da ativação e do equilíbrio de focos de energia.

Meditação

A prática regular da meditação é uma das ferramentas mais acessíveis e poderosas para o alinhamento dos pontos de energia. Ela atua diretamente nos aspectos emocional e energético do corpo, o que promove um centramento interior.

Por meio de áudios disponíveis no aplicativo Zen é possível aprender técnicas de visualização e elevação energética. Essas táticas prometem acalmar a mente e controlar o funcionamento de cada chakra separadamente, para que atue em harmonia com os demais.

Por fim, Amanda ressalta que outras práticas, como o contato com a natureza, a manutenção de um foco positivo na mente e a nutrição de relações harmoniosas com as pessoas, também são indispensáveis para um bom equilíbrio energético e mental.

Agora que você já sabe o que são chakras e como mantê-los alinhados, que tal conhecer as meditações do Zen para ter uma vida mais leve? Baixe o aplicativo e aproveite o teste gratuito por sete dias!

1 comentário
priscila honnda
25/04/2018 às 16:31

Namastê, amei o artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POR UMA VIDA MAIS ZEN
Dicas, inspirações
e novidades!
Experimente o zen por 7 dias
grátis!
Quero testar!