Que a meditação mindfulness proporciona diversos benefícios para a vida das pessoas, não é novidade para ninguém, não é mesmo?

Mas você sabia que ela pode ser aplicada no sexo? Isso mesmo! Por meio dela, a relação sexual pode ser tornar ainda mais prazerosa.

Para eliminar os tabus sobre esse assunto, convidamos o treinador mental, pesquisador e praticante de meditação, Gabhi Shak, para explicar melhor como a meditação mindfulness pode ser aplicada ao sexo.

Quer entender como isso acontece? Continue a leitura!

Entenda o que é a meditação mindfulness

Segundo Gabhi Shak, a meditação mindfulness não se trata apenas de uma técnica, mas sim de um conjunto de técnicas que podem ser executadas pelo meditador de várias maneiras.

Sendo assim, é possível definir a meditação mindfulness como um conjunto de métodos que têm como principal objetivo treinar e melhorar a concentração.

Por meio dela, existe a possibilidade de desenvolver o controle sobre vários pontos da capacidade que o cérebro tem de focar.

De acordo com Shak, tais técnicas derivam de tradições orientais muito antigas, como o budismo. Essas meditações trazem a pessoa para o momento presente e para um estado de atenção maior.

Saiba como praticá-la

Para aplicar a meditação mindfulness na sua rotina é necessário ter dedicação e disciplina. De início, é importante separar pelo menos cinco minutos do seu dia para aplicar a técnica.

Para isso, escolha um lugar silencioso e elimine todas as suas distrações. Depois, encontre uma posição confortável para não ter incômodos durante a prática da meditação.

Feito isso, é hora de começar a se concentrar nas suas sensações corporais, prestando atenção nos movimentos do seu corpo enquanto respira.

Se, nesse momento, algum pensamento ou preocupação aparecer, deixe-os passar e volte a se concentrar na sua respiração. É importante destacar que existem aplicativos que podem ajudá-lo na hora de meditar.

Entenda como ela pode ser aplicada no sexo

Segundo Gabhi Shak, quando a meditação mindfulness é aplicada ao sexo, ela vai muito além do prazer em realizar o ato, pois a relação sexual precisa satisfazer tanto o homem quanto a mulher.

Dessa forma, é preciso que haja um equilíbrio para que a experiência seja vantajosa para ambas as partes.

Nesse sentido, o sexo precisa se tornar uma meditação. Não só o ato em si, mas a preparação para ele e o pós-sexo também. De acordo com Osho, o sexo não deve ser realizado apenas para aliviar uma tensão.

Se a pessoa está em um momento negativo energética, física ou metafisicamente ela vai compartilhar isso com seu parceiro. Sendo assim, nesses momentos, o indicado é não fazer sexo, mas se acalmar e aí sim procurar a relação.

A prática da meditação mindfulness no sexo se preocupa com a atenção, isto é, alcançar um estado de qualidade da consciência. Dessa maneira, o primeiro passo para aplicá-la é estar atento ao seu estado mental para não descarregar em seu parceiro suas emoções negativas.

Feito isso, é preciso estar atento ao cuidado do ambiente, ou seja, prepará-lo para o ato. Conscientize-se sobre a importância de colocar velas no quarto, acender um incenso e limpar o ambiente, por exemplo. De acordo com Shak, isso tudo feito com atenção já faz parte da preliminar e acalma a mente.

Para Gabhi Shak, o mais legal é que esse ambiente condiciona o estado mental, isto é, você se relacionou com o parceiro com aquela luz, com aquele cheiro de incenso.

Daqui a cinco dias, vocês voltam para o mesmo ambiente, naquele mesmo horário e acendem o incenso, a mente já vai associar que é hora de entrar numa energia e a sua frequência já vai mudar.

Isso funciona porque existe uma memória que é acionada no seu corpo, pois ele já entende que você está entrando naquele ambiente para prática sexual. De acordo com o pesquisador, uma coisa liga a outra, já que o ambiente é muito importante.

O terceiro passo é não ter pressa, pois ela não é só inimiga da perfeição, mas também da meditação. Dessa maneira, o homem pode usar todo o corpo da mulher como seu objeto de meditação e vice-versa.

Pode estar atento a cada pedacinho, ao aroma, ao cheiro, à textura. Enfim, isso é mindfulness por excelência e não pode ser feito correndo.

Para o pesquisador, por meio da meditação mindfulness, o sexo pode diferenciar o toque, as sensações e os sentimentos. O mais importante é que o casal esteja apenas ali (não pensando nos boletos ou o que deve ser feito daqui a pouco).

A meditação traz o homem e mulher, parceiros sexuais, para esse momento. E estar nesse momento muda completamente a qualidade da relação sexual.

A mente é o maior empecilho para que haja plenitude nesse ato. Sem perceber, às vezes, não estamos mais ali. A meditação traz à sua mente uma silenciosidade e um estado de atenção plena mais profunda para que o sexo tenha muito mais qualidade.

Conheça os benefícios da meditação

A seguir, listamos os principais benefícios da meditação mindfulness quando aplicada ao sexo. Acompanhe!

Aumenta a conexão entre os parceiros

A meditação mindfulness ajuda a melhorar a conexão entre os parceiros, pois o foco nas sensações aumenta, ajudando a pessoa a não se julgar durante o ato sexual. A libido também se torna mais intensa, fazendo com que o casal fique mais excitado na hora do sexo.

Permite aproveitar melhor o momento

O mindfulness faz com que o momento do ato sexual saia do piloto automático, fazendo com que o casal aproveite melhor o momento, tornando-o mais prazeroso. Os dois prestarão mais atenção nos detalhes do que está sendo vivenciado, deixando a neura sobre quando chegará ao orgasmo de lado.

Elimina a ansiedade

ansiedade é um dos principais motivos que impedem a ereção. Nesse momento, a meditação mindfulness também pode ser usada para eliminar essa preocupação de não corresponder com as expectativas, fazendo com que tanto o homem quanto a mulher fiquem mais relaxados, melhorando a sintonia entre eles.

Por fim, Gabhi Shak explica que é importante destacar que a meditação mindfulness também precisa estar presente no pós-sexo. Se foi um ato meditativo de fato, feito com total carinho e respeito e o casal estava entregue, não deve sair do orgasmo cada um para seu lado.

O ideal é ficar um tempo, relaxar, aproveitar a companhia e a energia um do outro. Fechar os olhos, sem necessidade de falar, observar e aproveitar o que está acontecendo no corpo.

Essa é uma prática de mindfulness poderosa, pois naquele momento o corpo atingiu o pico da energia.

Quer saber mais sobre como aplicar a meditação mindfulness em outras ocasiões? Então deixe seu comentário aqui embaixo!

Aproveite para baixar o aplicativo do Zen para te ajudar nas práticas meditativas.