Equilíbrio Emocional

Variação de humor: como você pode controlar suas emoções?

Written by Zen App

Você acorda de bom humor em um dia ensolarado, veste roupas leves e não pega nenhum trânsito para chegar ao trabalho. No entanto, dentro do escritório, o ritmo é frenético. Você precisa desempenhar mil atividades ao mesmo tempo, lidar com um chefe insatisfeito, e quando está prestes a ir para casa, se depara com um fortíssimo temporal. Como você se sente no final do dia?

Com tantos estímulos externos afetando a rotina, é normal sentir-se fora do eixo e com o estado emocional desestabilizado. Mas até que ponto a variação de humor deixa de ser saudável e se torna um problema para a saúde mental?

Neste post, você vai entender melhor como acontecem as mudanças de humor e aprender a controlar melhor as emoções para não sofrer com isso. Acompanhe:

Variações de humor: como elas afetam seu dia a dia?

O humor é um estado do ânimo e, com exceção dos casos em que há transtornos diagnosticados, tais como bipolaridade e depressão (que são caracterizadas por desequilíbrios nos neurotransmissores), a sua variação não é incomum ao longo das horas ou do dia.

Na verdade, alterações de humor são completamente previsíveis em virtude dos fatores em que nossos estados mentais e emocionais normalmente se apoiam – como os acontecimentos que se sucedem em um período específico de tempo – e, principalmente, em virtude da forma que lidamos emocionalmente com estas situações externas.

Se você parar para pensar, isso tem um forte impacto na sua rotina: imagine que você tem um relacionamento íntimo com alguém (como um cônjuge ou familiar). Você teve o seu dia, a outra pessoa teve o dia dela, e quando se encontram na mesma casa após o trabalho, talvez ambos não estejam na mesma frequência emocional. Para falar a verdade, é até difícil que compartilhem a mesma energia.   

Supondo que uma das pessoas tenha passado por uma jornada tranquila e a outra não, é possível que o estresse e mau-humor da segunda contaminem o ânimo da primeira. Isso acontece por meio da partilha das energias negativas.      

No trabalho, isso também pode ocorrer. Você já presenciou alguma situação em que, mesmo sem fazer nada, tenha sentido uma “carga pesada” ao chegar no escritório ou entrar na sala de seu superior? Se você se deixa afetar pelo o que o local está emanando, aquilo certamente afetará negativamente o seu dia, prejudicando sua capacidade de autocontrole e abalando suas competências na tomada de decisões.

Em suma: quem está predisposto às variações de humor, também está mais vulnerável a irritabilidade, as preocupações excessivas, aos efeitos de estresse e ansiedade.

O que dificulta o controle das emoções e causa variações de humor?

A variação de humor consiste em deixar-se dominar, seja por um acontecimento inesperado, seja por uma notícia ou energia alheia.

Para entender melhor como essa reviravolta no nosso emocional pode ser desconfortável, vale a pena entender como nossas células cerebrais se comunicam umas com as outras. Cada estímulo externo, memória ou pensamento libera um impulso elétrico, que é diretamente recebido e compartilhado pelos neurônios.

O resultado do processo de comunicação entre as células cerebrais é a liberação de vários hormônios e neurotransmissores, que criam mudanças específicas no corpo e controlam as emoções que sentimos.

Alguns fatores como o estresse, a alta carga de trabalho e o uso de estimulantes/medicamentos podem piorar o problema, tendo em vista que a mente fica ainda mais sobrecarregada com resíduos químicos e as erupções do fluxo emocional originadas da nossa programação subconsciente.

Quando isso acontece, oneramos os neurônios com intermináveis chamadas de atenção, enquanto nos sentimos reféns de nossas próprias emoções. No entanto, não é preciso ser assim. Você sabia que é possível “reprogramar” a sua mente para assumir o controle do humor?

Como controlar melhor as emoções?

Controlar as próprias emoções pode parecer uma missão impossível para muitos, mas a verdade é que, com muita prática e dedicação, é totalmente possível não se deixar afetar pelos estímulos externos e equilibrar a mente por meio de hábitos simples.

Observe o sentimento

Quando você começar a perceber que as preocupações excessivas, o nervosismo ou a angústia estão chegando, volte sua atenção aos pensamentos que aparecem naquele instante e aos sentimentos que eles provocam. Identifique as conotações negativas e procure apenas observá-las, sem julgamentos.

Neste momento, use a respiração como uma âncora, fazendo inspirações profundas e, se desejar, pratique alguns pranayamas ou exercícios respiratórios que ajudem a neutralizar os sentimentos ruins.

Interrompa os padrões negativos

Uma vez identificados e neutralizados os pensamentos e sentimentos negativos, substitua essas emoções por afirmações de confiança e positividade. Por exemplo: se estiver ansioso por falar diante de uma multidão, você pode pensar em frases mentais como “estou relaxado” ou “sei tudo o que é preciso para fazer isso muito bem” antes e durante o discurso.

Para isso, é preciso um pouco de prática. Com o tempo, você perceberá que as afirmações melhoram a autoconfiança e reduzem a ansiedade.

Invista no seu autoconhecimento

Além de ser útil para aprender a identificar o que desencadeia seus sentimentos negativos com mais facilidade, ou por que você pense e age da sua própria maneira, o autoconhecimento é importante para que você encontre recursos internos que evitam a autossabotagem. 

A psicoterapia, ou a prática de atividades terapêuticas como yoga e tai chi chuan são alguns exemplos de ferramentas poderosas para aumentar o autoconhecimento e desenvolver a autoconfiança.

Pratique meditação

O temperamento negativo e a variação de humor são frequentemente alimentados pela tentativa da mente de consertar as coisas nos momentos de desequilíbrio. Neste contexto, a meditação pode ser uma ferramenta chave para que o praticante aprenda a lidar de uma maneira diferente com seus próprios pensamentos, sentimentos e emoções.

A prática da meditação ensina a abordar e reconhecer o que está acontecendo no momento presente, deixando de lado os impulsos de julgamento para apenas aceitar, acolher e vivenciar as emoções que se tem naquele instante de maneira harmoniosa, no lugar de negá-las, evitá-las ou tentar mudá-las.

Além disso, alguns estudos comprovam que a meditação pode estabilizar o humor porque trabalha, em todos os níveis, para restaurar o equilíbrio do sistema nervoso central e trazer mais calma para o corpo (e consequentemente, para a mente), assegurando que os níveis corretos de neurotransmissores e hormônios sejam liberados no organismo.

Quem é iniciante nessa prática pode contar com o auxílio e praticidade das meditações guiadas. No aplicativo Zen, é possível encontrar diversas delas, inclusive sendo algumas especializadas para combater a variação de humor.    

Gostou da ideia? Aproveite para baixar o aplicativo no seu smartphone e desfrutar de sete dias grátis para experienciar os benefícios que só a meditação é capaz de proporcionar.

About the author

Zen App

Leave a Comment

Aplicativo de Meditação 7 dias grátis

Descubra seu lado Zen!

Baixe o App Gratuitamente, desfrute de meditações guiadas para relaxar, dormir bem e controlar sua ansiedade.
Inscreva-se e receba 7 dias de acesso 100% GRATUITO.
Faça parte de nossa lista VIP!

Obrigado por se inscrever em breve você receberá as informações de acesso no email cadastrado.

Compartilhar