Bem-estar

Qual é a relação do som com o corpo humano e os chakras?

Written by Zen App

Desde a antiguidade, os sons já eram produzidos intencionalmente pelo homem com o auxílio de instrumentos como pedras e ossos. Essas “músicas” eram usadas como uma forma de veneração à natureza, ao universo e aos Deuses. Até hoje, algumas religiões se valem desse recurso e dos mantras em alguns de seus rituais. Por que será?

A verdade é que os sons representam muito mais que uma conexão espiritual, sendo também capazes de exercer efeitos específicos no corpo e na mente humana. Assim, afetam profundamente a energia vital e o estado de espírito.

Neste post, vamos entender melhor como a vibração sonora atua sobre os chakras e todo o organismo. Para esclarecer o assunto, contamos com a expertise da terapeuta Amanda Schultz. Acompanhe a leitura!

O que são os chakras?

Você já ouviu alguém falar sobre os chakras? Literalmente, a palavra, que vem do sânscrito, pode ser traduzida como “roda” ou “disco”. O sentido, no entanto, faz referência a centros de energias espirituais. No corpo humano, existem sete chakras principais, distribuídos na linha que se forma entre coluna, pescoço e alto da cabeça:

  1. Chakra básico: localizado na base da coluna (mais especificamente na região do períneo), é o responsável pelo estímulo e captação da energia no corpo, sendo diretamente relacionado à circulação sanguínea.

  2. Chakra sacro: também conhecido como chakra da sexualidade, por estar localizado no baixo ventre, representa a troca sexual, sendo também responsável pela reprodução e pelo fluxo de líquidos no organismo.

  3. Chakra umbilical (ou chakra do plexo solar): localizado a 3 dedos acima do umbigo, retém emoções negativas, como ansiedade, raivas e mágoas. Além disso, esse canal energético também é responsável por distribuir a energia dos alimentos para o corpo.

  4. Chakra cardíaco: logicamente, era de se esperar que esse chakra estivesse intimamente relacionado ao amor e à compaixão. Ele também está ligado à expressão dos sentimentos e à energização de todo o tórax.

  5. Chakra laríngeo: está vinculado à ação da tireóide (consequentemente, à filtragem do sangue) e à comunicação/verbalização de sentimentos ou ideias.

  6. Chakra frontal (ou chakra do terceiro olho): posicionado bem no meio da testa, entre as sobrancelhas, está vinculado à hipófise e, por isso, controla todos os outros chakras. Essa relação com o lobo frontal está associada à capacidade de aprendizado, raciocínio e intuição.

  7. Chakra coronário: localizado no alto da cabeça, representa a espiritualidade e é responsável por energizar o cérebro, exercendo forte influência na produção de hormônios, como a serotonina, e nas funções mentais.

Esses pontos principais ajudam a regular todos os processos do corpo físico e mental, desde a função dos órgãos até as emoções, por meio da troca de energias. A capacidade de nossos centros energéticos funcionarem de maneira otimizada é o que mantém uma pessoa psicologicamente, emocionalmente, fisicamente e espiritualmente equilibrada.

Qual é a influência dos sons sobre os chakras?

Cada chakra tem sua própria frequência energética vibracional, assim como os sons. Portanto, “o nosso campo energético, que vibra a todo momento, vai respondendo e sendo alterado pelas diferentes frequências às quais somos expostos”, explica Amanda.

Tendo em vista que cada energia tem uma frequência única, é possível concluir que os chakras podem ser harmonizados ou até mesmo desequilibrados, conforme os sons que ouvimos.

Um exemplo prático está na descarga de adrenalina que você sente percorrer o seu corpo após ouvir um estrondo ou grito. Além do aceleramento dos batimentos cardíacos, esses tipos de sons também podem provocar tensão, mesmo quando não aparecem repentinamente.

Assim como os barulhos intensos podem assustar, existem sonoridades que promovem um relaxamento do corpo e da mente (como músicas clássicas, new age ou frequências ASMR) e que liberam dopamina e serotonina (os hormônios do bem-estar), provocando a sensação de conforto.

Alguns exemplos disso são o barulho de chuva, a risada de uma criança, ou mesmo a voz de quem você ama. “Por isso, é muito importante estarmos atentos a sons e palavras, tanto ao que ouvimos quanto ao que nós mesmos repetimos”, diz Amanda.

Como usar o poder do som para obter efeitos diferentes no corpo?

Quem nunca sentiu vontade de movimentar as mãos, braços ou pernas ao ouvir alguma música dançante? Isso acontece porque, ao ouvir diferentes sons, os tímpanos são capazes de registrar as vibrações de cada um, criando reações químicas e impulsos nervosos correspondentes à espécie de estímulo recebido.

Já que as ramificações dos nervos auditivos são distribuídas de maneira extensa pelo corpo inteiro (sendo inclusive, uma das redes mais conectadas ao córtex cerebral), todas as funções no organismo acabam sofrendo a influência dos sons ouvidos.

De acordo com Amanda, “cada som provoca uma reação diferente em nosso corpo físico, no emocional e a nível energético”. E já que cada cada frequência vai produzir efeitos distintos, você pode selecioná-las a seu favor, usando uma música relaxante ou sons binaurais, por exemplo, para harmonizar seus chakras.

Já músicas pesadas, com arranjos agressivos, tendem a trazer um desequilíbrio para esses centros de energia. Por isso, é importante evitar ambientes agitados nos momentos de estresse ou tensão.

Amanda também ensina que existem sons correspondentes para cada chakra, segundo a tradição hindu. “Quando entoados, eles harmonizam e fortalecem aquele chakra em específico”, explica a terapeuta. São eles:

  1. LAM – Chakra básico;
  2. VAM – Chakra sacro;
  3. RAM – Plexo solar;
  4. YAM – Chakra Cardíaco;
  5. HAM – Chakra Laríngeo;
  6. OM – Chakras frontal e coronário.

Para um alinhamento mais completo dos chakras, você pode recitar todos os sons mostrados acima como um mantra, um após o outro, enquanto posiciona as mãos delicadamente sobre cada local onde aquele centro de energia predomina.

Com a prática, você descobrirá por conta própria quais frequências geram bem-estar e são mais adequadas para favorecer o equilíbrio dos seus chakras. Use o autoconhecimento para montar as suas próprias playlists e liberar endorfinas, aprofundar o relaxamento ou até complementar a sua meditação.

Gostou do post? Se você deseja continuar por dentro do assunto e aprender mais sobre os chakras, não deixe de assinar nossa newsletter. Você receberá todas as novidades do blog em primeira mão, diretamente no seu e-mail!

About the author

Zen App

Leave a Comment

Aplicativo de Meditação 7 dias grátis

Descubra seu lado Zen!

Baixe o App Gratuitamente, desfrute de meditações guiadas para relaxar, dormir bem e controlar sua ansiedade.
Inscreva-se e receba 7 dias de acesso 100% GRATUITO.
Faça parte de nossa lista VIP!

Obrigado por se inscrever em breve você receberá as informações de acesso no email cadastrado.

Compartilhar