Você já parou para observar que no seu círculo de convivência ao menos uma pessoa pode estar sofrendo com sintomas de ansiedade e depressão?

Com a rotina agitada e cada vez mais exaustiva nas grandes metrópoles, está se tornando comum em um grupo de amigos, por exemplo, ao menos um já ter sofrido alguma crise de ansiedade ou já ter sido diagnosticado e estar em tratamento.

Se você já foi diagnosticado ou quer aprender mais sobre ansiedade e depressão, e como a meditação pode ajudar no tratamento, continue lendo! 

Ansiedade e Depressão

Consideradas como o “mal do século” a ansiedade e depressão tem afetado a vida de milhares de pessoas ao redor do mundo. Segundo a OMS, o Brasil é um dos países com alto índice de ansiedade e o quinto com casos de depressão. Essa condição se deve a diversos fatores, como pobreza, desemprego, estilo de vida, entre outros. 

A ansiedade é uma reação natural do organismo, mas que quando em excesso pode prejudicar o desenvolvimento e o bem-estar da pessoa. A sensação de desconforto, preocupação excessiva e apreensão diante de uma situação podem levar a crises de ansiedade e até mesmo ataque de pânico.

A depressão, por sua vez, é um distúrbio caracterizado por uma tristeza profunda que pode ser desencadeada por diversos fatores. Nela, alguns neurotransmissores não funcionam de maneira adequada.

Apesar de ser considerado por algumas pessoas como quadros opostos, a ansiedade e a depressão podem sim andar juntas. Uma condição pode levar a outra, por isso é tão importante estar atento aos sintomas e buscar quanto antes o tratamento mais adequado. 

Principais sintomas de ansiedade

Alguns sintomas de ansiedade podem variar de pessoa para pessoa, mas os principais costumam ser:

  • Preocupação excessiva;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração; 
  • Dores no peito;
  • Diarreia; 
  • Sudorese; 
  • Insônia ou dificuldade para dormir; 
  • Medo constante;
  • Respiração ofegante ou falta de ar;
  • Tensão muscular;
  • Náuseas;
  • Agitação.

Principais sintomas de depressão

Existem diferentes sintomas que podem estar relacionados à depressão, os principais são: 

  • Apatia;
  • Dificuldade de concentração;
  • Tristeza profunda;
  • Perda ou aumento de apetite; 
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Esquecimento;
  • Angústia;
  • Indecisão;
  • Alto grau de pessimismo;
  • Pressão no peito;
  • Dores no corpo;
  • Má digestão;
  • Sensação de vazio.

Mesmo tendo conhecimento dos sintomas, apenas um profissional habilitado pode realizar o diagnóstico. Se você identificou algum dos sintomas acima em sua rotina, converse com o seu médico. 

Como a meditação pode ajudar

A meditação é uma prática milenar que vem ganhando espaço na vida de várias pessoas ao redor do mundo. Com seus inúmeros benefícios, a prática pode auxiliar no alívio dos sintomas e também como tratamento complementar de diferentes transtornos. 

Os principais benefícios que a prática pode proporcionar para aqueles que estão enfrentando a ansiedade e depressão, são: 

Redução do estresse

Com a rotina agitada e os sintomas em evidência, é comum que algumas pessoas acabem se estressando com mais facilidade. Se em algum momento você já meditou, deve saber que a prática auxilia no relaxamento e no alívio de tensões. Esse processo de relaxamento proporcionado pela meditação faz com que a pessoa se sinta mais tranquila e preparada para começar o dia. 

Alívio dos sintomas

Em muitos casos, os sintomas podem atrapalhar e muito a vida do indivíduo, mas existe a possibilidade de aliviar esses sintomas e ter uma vida mais estável. Segundo estudo publicado pela American Journal of Psychiatry, a prática regular de meditação pode contribuir para o alívio dos sintomas de ataque de pânico e ansiedade. Em outro estudo, a meditação além de ajudar a diminuir os sintomas da depressão também pode proteger contra o desenvolvimento da doença em adolescentes.  

Controle emocional

Quando a pessoa enfrenta momentos de ansiedade, por exemplo, é como se algumas emoções ficassem fora de controle. Saber lidar com os sentimentos e emoções de forma equilibrada é um dos fatores que contribuem para o bem-estar em geral. Durante uma meditação você aprende a compreender e acolher as suas emoções, é um processo de autoconhecimento transformador e que permite que a pessoa consiga ter mais controle sobre suas emoções diante de alguma situação. 

Melhora da relação social

A ansiedade e depressão podem fazer com que a pessoa tenha dificuldade em se relacionar, gerando assim um isolamento social. É de conhecimento que para o nosso desenvolvimento como ser humano e também como fator para uma boa qualidade de vida, o relacionamento social é extremamente importante. Ao começar a meditar a pessoa usufrui de diversos benefícios que contribuem para a melhora da sua autoestima e autoconfiança. Aos poucos a pessoa se sente mais tranquila e confiante para enfrentar diferentes situações e também melhora o seu relacionamento interpessoal. 

Uma dica para melhorar ainda mais esses relacionamentos, é com a prática da meditação guiada “Harmonizar Relacionamentos“. Mesmo entre as pessoas que mais amamos é normal que existam alguns conflitos, nesses momentos o mais indicado é encontrar um local tranquilo e praticar essa meditação transformadora. 

Harmonizar  Relacionamentos [Ouvir agora]

tela da meditação guiada "Harmonizar Relacionamentos" do Zen app para ajudar com a ansiedade e depressão

Gostou do artigo? Então compartilhe com os seus amigos em suas redes sociais.
Aproveite também para baixar o Zen app, um aplicativo de meditação completo com diversos conteúdos, programas e ferramentas exclusivas que vão te ajudar a lidar melhor com a ansiedade e depressão! Baixe grátis para iPhone e Android.